Campus Caruaru da UPE pode ter a pedra fundamental até o fim de 2014

Complexo ficará em uma área de 10 hec, próximo ao Bairro Boa Vista II.
Diretor da unidade prevê que dois blocos sejam construídos em breve.

 

Planta do Campus Caruaru da Universidade de Pernambuco (Foto: Reprodução/ TV Asa Branca)

A administração da Universidade de Pernambuco (UPE) prevê que até o fim deste ano seja instalada a pedra fundamental da unidade de Caruaru, no Agreste, que atualmente funciona em um centro de compras. A licitação para o início das obras deve ser liberada em breve e ficará aberta por aproximadamente 30 dias, conforme comunica o diretor do campus, Clovis Gomes.

“A nossa previsão é de que comecemos os dois blocos: um de três andares, que são 32 salas e vão envolver biblioteca, laboratórios de computação, o espaço para a modateca, e mais um bloco separado, de dois andares, para o administrativo”, complementa o diretor. Ao todo, a planta prevê a criação de seis prédios, concha acústica, quatro áreas de convivência, biblioteca, auditório, quadra poliesportiva, estacionamento, bicicletário, praça e áreas de passeio.

O complexo ficará em uma área de 10 hectares, próximo ao Bairro Boa Vista II, que foi doada pela prefeitura com a escritura definitiva no dia 15 deste mês. O terreno estava desapropriado desde 2009, mas a regularização só foi concluída recentemente.

Atual estrutura
O local onde estudam os universitários da UPE em Caruaru custa R$ 42 mil aos cofres públicos por mês. Eles reclamam de problemas como a pouca quantidade de salas e laboratórios e da ausência de refeitório e casa para acolher os alunos. “As pessoas vêm aqui, olham a universidade e veem que não tem uma estrutura que você saia do ensino médio e diga ‘Poxa, quero ir para aquela faculdade”, lamenta o estudante Ivaldo Martins.

Sobre o autor

Postagens Relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *